Compreensão e Tolerância

quarta-feira, 26 de maio de 2010

hilarion A Conquista da Liberdade

Amados filhos da Terra,

Meus irmãos:

Muitos homens pensam que a compreensão é tolerância, ou vice-versa. No entanto, existe uma grande diferença entre compreender e tolerar. A compreensão e a tolerância são Virtudes Divinas de grande auxílio no aperfeiçoamento humano.

Compreensão, para quase todo mundo, é julgar que um fato, um comportamento, uma atitude que encontrou ressonância em seu interior e que está claro e definido teve o beneplácito de sua compreensão.

Na verdade, a compreensão pregada pelas Leis Divinas não envolve a razão como juiz mas, sim, os ditames do amor. A Compreensão é o fruto de um amor profundo que, menosprezando o lado negativo da questão, do comportamento e dos fatos, encontra sempre o lado positivo, daí desculpando e entendendo uma ação tida como incompreensível.

Nada existe que não se possa compreender. Se todos os seres possuem em si o Deus Interior e foram feitos "à imagem e semelhança de Deus", basta que se consulte pela meditação e quietação dos sentidos, a voz silente de Deus em nós todos. Se entrarem no silêncio da meditação encontrarão a compreensão total, porque Deus é Amor-Compreensão! Compreensão não é tolerância, embora a Compreensão leve à Tolerância, uma vez que se obtenha a orientação segura, a orientação Divina.

A Tolerância é uma virtude que tem grande mérito porquanto envolve outras mais como caridade, paciência e humildade. A tolerância de que falo é aquela que se deve dedicar a fatos, comportamentos e atos que, aparentemente e no primeiro momento, parecem procedimentos irracionais, monstruosos, errados e imperfeitos, quando não imperdoáveis.

Antes de se tomar uma posição condenatória é preciso que se encontre, pela meditação, os motivos reais que pudessem ter norteado tal procedimento inexplicável! Tenha muito cuidado e lembre-se: "não julgueis para não serdes julgados". O verdadeiro juiz é Deus. As raízes dos acontecimentos que rodeiam a humanidade são profundas e inúmeras. Tudo o que ocorre tem a sua razão de ser, seja pela vontade de Deus ou pelo peso do resgate de culpas passadas.

Se não se é capaz de saber qual a raiz do todo, o acertado é que se aceite com amor, que se tolere o que se julga errado. Na decisão de tentar compreender, exercita-se a humildade, pois se põe a questão nas mãos do Todo Poderoso, sabendo-O capaz de tudo entender e saber! Quem ama de verdade, com o amor Divino, compreende e tolera com humildade, dada a sua incapacidade de ser juiz. Antes de emitir um conselho visando a dar um meio melhor de viver e atuar, analise-se, coloque-se na mesma situação que não aceita ou condena.

Verá como é difícil a tarefa! Daí, chega-se à conclusão de que o Amor é o melhor caminho para se viver em Paz, Compreendendo, Tolerando com humildade, à semelhança de Francisco de Assis. No "Amai-vos uns aos outros" está a esperança de dias mais venturosos.

EU SOU
HILARION

1 comentários:

Carminha disse...

Sem compreensão e tolerância é impossível amar o próximo.

Enviar um comentário

 
*AO ENCONTRO DA ALMA* | by TNB ©2010