Avançar para o conteúdo principal

Transição Planetária - III

transicao

VERTICALIZAÇÃO DO EIXO DA TERRA

Possuía em minha memória espiritual a informação de que um planeta intruso futuramente invadiria nosso sistema solar influenciando fortemente todos os planetas inclusive a Terra; por isso, toda geografia planetária passaria por grandes transformações, alterando por completo seus continentes. Com estes acontecimentos, muitos seres encarnados perderiam seus corpos físicos de maneira algumas vezes dolorosas.

Quando busquei maiores detalhes a respeito da aproximação desse planeta, os extraterrestres me possibilitaram, por meio da saída do meu espirito do corpo físico, viajar prara fora do planeta Terra. Da janela da espaçonave pude ver a aproximação do planeta intruso, que pertence a outro sistema solar.

Observei seu volume físico pouco maior que o da Terra, e sua cor era marrom-laranja parecido com ferro enferrujado. Estava pensando que dali o planeta não parecia tão assustador ou agressivo a ponto de tirar outros planetas de suas órbitas. Quando avaliei o tamanho do campo magnético daquele astro, fiquei surpreso ao ver que seu magnetismo era vertiginosamente maior que sua massa física.

Ao realizar o trajeto de sua orbita, deixava para trás uma imensa cauda, como as dos cometas. A tela de rastreamento mostrava números que marcavam o intervalo de tempo das pulsações do campo magnético.O magnetismo em determinados momentos diminuía incrivelmente, mas depois de certo tempo, como que em uma explosão, expandia-se centenas de vezes.

De repente foi ligado na janela da nave uma tela visual de varredura multifrequencial, que mostrava em si não apenas o planeta intruso em sua constituição física, mas principalmente a irradiação áurica da sua força magnética. Isso dava a impressão de que o planeta passava algum tempo concentrando energia para depois explodi-la em volta de si.

Com isso observei que as camadas mais suaves do campo magnético em cada explosão atingia o Sistema Solar, afetando inclusive o planeta Terra, que, ao receber a influência magnética alterava o seu clima, aumentando a temperatura, provocando tempestades, maremotos como também terremotos.Era também afetada a personalidade dos animais como também as dos seres humanos, via-se que as pessoas tinham a tendência a se tornarem mais animalizadas.

Quando a explosão magnética do planeta intruso acabava e voltava a enfraquecer, mesmo assim sua aura ainda atingia a Terra, só que os efeitos gerais eram bem mais suaves.Era evidente o raciocínio de que, quando o planeta intruso aproximasse da Terra e nele houvesse uma nova explosão magnética, isso afetaria de maneira brusca ou quase instantânea a órbita da Terra, alterando fortemente seu campo magnético, o que acarretaria mudanças na rotação e translação, causando a verticalização de seu eixo magnético, sacudindo violentamente as placas tectônicas ou continentes, o que modificaria toda geografia da superfície terrestre.

Os técnicos extraterrestres calcularam o tempo de órbita do sistema solar da Terra e concluíram que, logo que houvesse a verticalização do eixo, a Terra entraria em uma região do espaço sideral que é um portal natural de aceleração vibracional, o que a transportaria para uma dimensão da densidade atômica mais sutil.

Portanto, é recomendável que as pessoas presentemente encarnadas na Terra busquem se espiritualizar de maneira tal a contatar que todos nós somos espíritos imortais que momentaneamente estamos vestindo corpos de carne. Ao nascermos aqui, a maior certeza é de que algum dia teremos que devolver nosso corpo de carne através da morte física.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Glândula Pituitária

2. A GLÂNDULA HIPÓFISE OU PITUITÁRIA [OU CASA DA INTELIGÊNCIA]

A hipófise, também chamada de glândula “mestra” do organismo, é um órgão pequeno, tendo no homem o volume de uma pequena noz, pesando por volta de 0,6g. Situa-se no interior da caixa craniana, numa depressão óssea chamada sela túrcica.

Ela coordena o funcionamento das demais glândulas, porém não é independente, obedece a estímulos do hipotálamo. A hipófise é formada de três partes: A hipófise anterior ou adeno-hipófise, hipófise intermediaria e hipófise posterior.

A atividade das células hipofisárias e a emissão das suas hormonas no sangue estão sob o controle de centros nervosos situados na base do cérebro, na região denominada hipotálamo. As relações entre as duas estruturas se faz por intermédio de substâncias químicas: os fatores de liberação, ou “releasing factors”, secretados por alongamentos de células especializadas do hipotálamo.

Das sete hormonas produzidas pela adeno-hipófise, quatro exercem sua ação por interm…

O que é o Irdin?

Irdin é a Língua dos Anjos, a Língua das Esferas, o idioma que comunica a todos os seres a partir da Quinta Dimensão de Conciência. É a Linguagem Universal que suas almas conhecem e falam para além do corpo etérico e do Centro da Vontade.

O Irdin é falado em sonhos. Responde à língua que qualquer Ser de qualquer dimensão pode elaborar graças ao uso da sua Mente. Cada um de vocês utiliza com absoluta perfeição este idioma dinâmico, ainda que não tenham consciência disso. O reconhecimento se dá espontaneamente, uma vez que o Ser toma contato com a sua Essência. É a primeira manifestação desta conexão íntima, nem por isso a única, nem por isso excludente. Molda uma evidência tangível da comunicação com a Fonte. É um dom inato que acompanha o próprio Despertar.

O Irdin se manifesta em blocos de idéias: cada uma das representações que o compõem pode ser reproduzida por meio de símbolos, fonemas, cores, tons ou a idéia em si.

O Irdin pode expressar um pensamento, fato ou ação em um determin…

Glândulas Sexuais

7. AS GLÂNDULAS SEXUAIS OU GÔNADAS MASCULINAS
7.1 AS GÔNADAS MASCULINAS - OS TESTÍCULOS
O testículo é composto por até 900 túbulos seminíferos enovelados, cada um tendo em média mais de 0,5m de comprimento, nos quais são formados os espermatozóides. O espermatozóide maduro é formado por uma cabeça, um corpo intermédio e uma cauda. Os espermatozóides podem chegar a viver três dias no interior do aparelho genital feminino.
Os testículos começam a fabricar os espermatozóides e este processo continua ao longo da vida. Os espermatozóides são lançados no epidídimo, outro tubo enovelado de cerca de 6 m de comprimento. A hipófíse é a glândula que controla e regula o funcionamento dos testículos.
7.2 OS ANDROGÊNIOS
Os testículos secretam várias hormonas sexuais masculinos que são coletivamente chamados de androgênios, compreendendo a testosterona, diidrotestosterona e androstenodiona. Todavia, a testosterona é muito mais abundante que as demais hormonas, a ponto de poder ser considerada a hormona t…