Avançar para o conteúdo principal

Mantras de Figueira


Os mantras de Figueira surgiram como aprofundamento da busca de sintonia com os mundos internos. São uma resposta desses mundos ao apelo e à inspiração de um grande número de pessoas. Delimitaram o início de uma etapa marcante do trabalho de Figueira, quando certas realidades subjectivas fizeram-se presentes de maneira especial e o grupo assumiu mais claramente o compromisso de colaborar na manifestação de padrões evolutivos.

Esses mantras não pertencem a seitas nem a movimentos religiosos ou filosóficos próprios da terra. Foram, no início, utilizados por pessoas que se dedicavam de modo intensivo ao contacto com os níveis internos de consciência. Após algum tempo, ficaram disponíveis para pequenos grupos disseminados em vários locais, até que mais e mais participantes do trabalho em Figueira, receptivos à energia desenvolvida por meios deles, também se sentiram estimulados a usá-los.

Os mantras de Figueira são expressos no que chamamos Irdin, pulsar essencial que dá origem a todos os idiomas. Pelo ritmo e sucessão dos sons, e não pelo significado das palavras, os mantras evocam estados de consciência correspondentes aos impulsos internos que lhes deram forma.

Sua prática criteriosa propicia a elevação da consciência, pois estabelece novas sintonias nos corpos subtis e no corpo etérico do ser. A percepção interior e a experiência de vários anos levaram-nos a notar o seguinte:

  • Reverência, entrega ao ser interior e ausência de expectativas são atitudes básicas para a correcta sintonia com os mundos internos. No trabalho com esses mantras, tais atitudes são essências.
  • A entoação dos mantras de Figueira não é fixa, e pode renovar-se continuamente. Por isso, é preciso reconhecê-la a cada instante.
  • Esses mantras podem ser entoados em voz alta, murmurados ou expressos só mentalmente. Em certos casos, uma melodia adequada para o momento pode surgir de maneira espontânea. Como regra geral, os mantras devem ressoar no silêncio do Coração.
  • Quando os mantras são pronunciados, sua intensidade pode variar conforme a situação.
  • No trabalho grupal com os mantras, a atitude de cada indivíduo influi no conjunto.
  • Os efeitos invisíveis desse trabalho são mais poderosos que aqueles que se podem perceber.
  • Os mantras são facultativos na ascese espiritual e na vida de serviço. Em caso algum devem ser entoados sob coerção. Cada grupo e cada indivíduo descobrirá o modo de usá-los, mas nessa prática a devoção precisa estar permanentemente viva. 

Pronúncia no idioma Irdin

Nos mantras em Irdin deve-se observar que:

  • As sílabas tónicas estão sublinhadas.
  • O "g" antes do "u" seguido de vogal não é pronunciado no Irdin. A palavra NAGUA, por exemplo, pronuncia-se nauá; SAGUA pronuncia-se sauá.
  • Em geral, o "h" não é pronunciado.
  • As sílabas "SHI" e "SI" tanto podem ser "si" como "chi".
  • As palavras iniciadas por "r" soam com o "r" brando nos mantras aqui apresentados.

Outras informações sobre Mantras

Encontram-se nos seguintes livros de Trigueirinho:


e nas seguintes gravações de estudos com o Artur:

Comentários

  1. Muito obrigado por essa informação, essa divulgação! Através dela pude encontrar os mantras de Figueira. Me foram recomendados por amigo meu! Agradecido por possibilitar esse encontro.

    ResponderEliminar
  2. Namasté Ruy,

    Sou grata pelo seu comentário e espero que os Mantras de Figueira possam ser-lhe úteis na pacificação interior. Costumo ouvi-los a cada dia e me enchem de paz!

    Brevemente postarei as letras desses mantras, para que as pessoas possam aprendê-las e entoá-las.

    Um abraço de Luz!
    Vini

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Glândula Pituitária

2. A GLÂNDULA HIPÓFISE OU PITUITÁRIA [OU CASA DA INTELIGÊNCIA]

A hipófise, também chamada de glândula “mestra” do organismo, é um órgão pequeno, tendo no homem o volume de uma pequena noz, pesando por volta de 0,6g. Situa-se no interior da caixa craniana, numa depressão óssea chamada sela túrcica.

Ela coordena o funcionamento das demais glândulas, porém não é independente, obedece a estímulos do hipotálamo. A hipófise é formada de três partes: A hipófise anterior ou adeno-hipófise, hipófise intermediaria e hipófise posterior.

A atividade das células hipofisárias e a emissão das suas hormonas no sangue estão sob o controle de centros nervosos situados na base do cérebro, na região denominada hipotálamo. As relações entre as duas estruturas se faz por intermédio de substâncias químicas: os fatores de liberação, ou “releasing factors”, secretados por alongamentos de células especializadas do hipotálamo.

Das sete hormonas produzidas pela adeno-hipófise, quatro exercem sua ação por interm…

O que é o Irdin?

Irdin é a Língua dos Anjos, a Língua das Esferas, o idioma que comunica a todos os seres a partir da Quinta Dimensão de Conciência. É a Linguagem Universal que suas almas conhecem e falam para além do corpo etérico e do Centro da Vontade.

O Irdin é falado em sonhos. Responde à língua que qualquer Ser de qualquer dimensão pode elaborar graças ao uso da sua Mente. Cada um de vocês utiliza com absoluta perfeição este idioma dinâmico, ainda que não tenham consciência disso. O reconhecimento se dá espontaneamente, uma vez que o Ser toma contato com a sua Essência. É a primeira manifestação desta conexão íntima, nem por isso a única, nem por isso excludente. Molda uma evidência tangível da comunicação com a Fonte. É um dom inato que acompanha o próprio Despertar.

O Irdin se manifesta em blocos de idéias: cada uma das representações que o compõem pode ser reproduzida por meio de símbolos, fonemas, cores, tons ou a idéia em si.

O Irdin pode expressar um pensamento, fato ou ação em um determin…

Glândulas Sexuais

7. AS GLÂNDULAS SEXUAIS OU GÔNADAS MASCULINAS
7.1 AS GÔNADAS MASCULINAS - OS TESTÍCULOS
O testículo é composto por até 900 túbulos seminíferos enovelados, cada um tendo em média mais de 0,5m de comprimento, nos quais são formados os espermatozóides. O espermatozóide maduro é formado por uma cabeça, um corpo intermédio e uma cauda. Os espermatozóides podem chegar a viver três dias no interior do aparelho genital feminino.
Os testículos começam a fabricar os espermatozóides e este processo continua ao longo da vida. Os espermatozóides são lançados no epidídimo, outro tubo enovelado de cerca de 6 m de comprimento. A hipófíse é a glândula que controla e regula o funcionamento dos testículos.
7.2 OS ANDROGÊNIOS
Os testículos secretam várias hormonas sexuais masculinos que são coletivamente chamados de androgênios, compreendendo a testosterona, diidrotestosterona e androstenodiona. Todavia, a testosterona é muito mais abundante que as demais hormonas, a ponto de poder ser considerada a hormona t…